Em Fusões e Aquisições, desenvolvemos trabalhos de assessment com o objetivo de subsidiar os investidores com informações abrangentes, possibilitando decisões mais acertadas em aquisições de alto valor.

Dessa forma evitando que assumam riscos não observados, contando com cenários incompletos, irreais, para posteriormente se depararem com necessidade de investimento adicional, custos operacionais excessivos e outros fatores que tornarão seu investimento inviável.

Nosso portfólio de serviços em Fusões e Aquisições:

 Due Diligence de Terrenos e Propriedades Existentes
Avaliação de condições da propriedade, reconhecimento de riscos de não atendimento à legislação, imposições do código de obra local, condições do solo, de acesso, contratos com concessionárias, matriz energética, disponibilidade de mão de obra local, etc.;

 Due Diligence de Fábricas, Operadores Logísticos, Terminais de Carga, Centros de Ensino, Comerciais, Hospitalares, etc.
Avaliação de condições de conservação e funcionamento de equipamentos, utilidades, sistemas elétricos, estações de tratamento de efluentes, destinação de resíduos, infraestrutura predial, áreas externas, acesso, etc.

Avaliação da estrutura de recursos internos, contratos com terceiros, gestão de custos e orçamentos, investimentos recentes e em andamento, centros de custo, etc.


Avaliação de passivos existentes de qualquer natureza, multas e penalidades recentes, situações de risco presentes ref. segurança, meio ambiente e non- compliance com prefeituras e órgãos regulatórios.


Da mesma forma, como resultado da diligencia é preparado um mapa completo do cenário existente contendo os pontos positivos, pontos a melhorar e riscos observados.


Complementado por uma lista dos investimentos e iniciativas que serão necessários no curto e no longo prazo para reparação e conservação dos ativos e demais demandas observadas;

 Apoio em Integrações Pós-Fusão
Trabalhos de apoio à integração técnica e operacional em período imediatamente posterior à fusão ou venda de empresas.


Entendimento do modelo de gestão operacional e de desempenhos a serem adotados, reconhecimento de oportunidades não observadas no período pré-aquisição, alocação de gestores interinos em contratos por tempo determinado, etc.